Minha mãe, desesperada que é, moveu Sao Paulo inteira procurando o melhor medico do Brasil, hemisfério Sul, galáxia, universo, e quando recebeu vários nomes, marcou consulta com TODOS eles, pro mesmo dia, praticamente mesmo horário, sendo que cada um ficava em um canto da cidade. “Vamos nos que der tempo”, ela dizia.
O primeiro medico foi o Dr Pablo, ou o Dr Verdade-nua-e-crua. Cheguei na sala e ele falou (e vejam que ele foi o primeiro a falar o nome) “você esta com CANCER de mama, ele já espalhou para o linfonodo da axila, e uma doença muito grave, que precisa ser tratada inevitavelmente com cirurgia e quimioterapia”. BAM!!! Uau…obviamente eu comecei a chorar. Quando ele veio me examinar já disse onde faria as incisões, quais porções do seio iriam ser retiradas, qual resultado cirúrgico eu poderia esperar e eu tipo…ahn? Deixa meus peitos em paz… Saímos de lá e a minha impressão geral foi ok. Nao ótimo, mas não odiei ele completamente, vamos para o próximo.
O segundo medico foi o Dr Wagner, ou Dr Eu-preciso-de-um-dentista-urgente, e ele foi bem mais apaziguador. Falou que para o tipo de tumor que eu tenho (super agressivo, intenso e exagerado, assim como a minha personalidade), melhor seria começar com a quimioterapia, e deixar a cirurgia pra depois, para obter um resultado melhor (existem muitas outras justificativas medicas que me convenceram, mas não vou lista-lãs aqui), e eu só olhei pra cara dele com cara de idiota, ou de alguém que acabou de ter um AVC, tipo, hein? Pra dar uma ajudinha a minha mãe me perguntou: “E aí filha, qual linha de tratamento você se sente mais segura, mais confortável? A decisão é sua!” E eu pensando: “Nenhuma, podemos ir para casa agora?”. Mas como eu não podia falar isso pro medico disse que ok. Por mais obvio que seja, e por mais que eu já tivesse pensado nisso antes, no momento que ele falou “O cabelo cai mesmo” eu fiquei muito mal. É o meu cabelo, pô…! Mas meio que querendo me animar ele, um medico semi careca, disse “Fica tranquila menina! Na época da cirurgia seu cabelo já cresceu, vai estar assim igual o meu!” E como eu sou muito educada, só olhei para ele e aquela semi careca brilhante e sorri agradecendo. E ai então ele entrou em contato e marcou uma consulta com o oncologista Dr Oren.
Esses foram os dois médicos do dia. Não tinha mais estômago para receber essa noticia novamente…
Anúncios